Várzeas urbanas

Conforme as cidades crescem, cada vez mais avançamos sobre a natureza. Isso ocorre com as matas, morros, animais e os rios, por exemplo. No caso dos corpos hídricos, muitos deles são desviados, canalizados ou até mesmo suprimidos.

Diante disso, inúmeros problemas ocorrem anualmente, como enchentes e inundações. Esses eventos deverão se acentuar ainda mais caso as devidas providências não sejam tomadas.

Além disso, infelizmente a maioria dos rios existentes nas cidades são poluídos. A falha na cobertura de saneamento básico para tratamento de esgoto, além da ineficiência de políticas públicas de limpeza e conservação dos rios são fatores determinantes para nosso insucesso na gestão de nossas águas.

Dessa forma, é extremamente importante cuidarmos dos nossos rios, para que assim possamos manter o meio ambiente saudável e equilibrado para os mais diversos usos da água. A água é um item indispensável para a nossa vida e para nossa reprodução, portanto, devemos preservá-la e assegurar o acesso universal para todas as pessoas deste país. Muitos problemas relacionados à água podem atingir os cidadãos, como:

  • Falta de abastecimento de água;
  • Rios poluídos;
  • Doenças;
  • Risco de inundação;
  • Higiene precarizadas;
  • Proliferação de insetos e outros vetores;
  • Ocupação irregular em áreas de várzeas.

O que é uma várzea

Várzea, também chamada de planície de inundação, é a região à margem de um curso hídrico que fica inundada durante o período das cheias, ocorrendo normalmente no baixo curso dos rios.

Essas áreas são muito propícias à agricultura devido à fertilidade do solo, mas nas cidades essas áreas muitas vezes são ocupadas de maneira irregular.

Como essas áreas inundam durante o período das cheias, é extremamente perigoso ter ocupação nessas áreas. É fundamental que o poder público e a sociedade planejem e ordem com bastante cuidado como e para onde expandir a cidade. Vale lembrar que a inundação é quando as águas de um rio transbordam, atingindo sua área de várzea ou planície de inundação.

Isso pode trazer alguns problemas graves para os moradores dessas áreas, como:

  • Risco de inundação;
  • Perda de vidas humana;
  • Perdas materiais;
  • Maior risco às doenças de veiculação hídrica.

Dessa forma, é fundamental que respeitemos o curso natural dos rios, pois ainda que haja intervenção sobre as águas, ainda assim podemos expor muitas pessoas aos perigos de uma ocupação nesses locais de rotineira inundação.

 

Importâncias dos rios para as cidades

Conforme já sabemos, a água é um item indispensável para a nossa sobrevivência e também para os demais seres vivos. Ou seja, além de nosso próprio consumo, a água também é fundamental para a flora e a fauna.

Além do consumo, os rios também servem para o lazer e possuem importância até mesmo histórica, econômica e social. Não há como imaginarmos qualquer sociedade sem acesso à água, não é mesmo?

Diversas culturas e religiões sacralizam as águas, tendo com elas um relacionamento de profundo respeito e gratidão, pois são sabedores de que a água tem a propriedade de matar a sede, de alimentar através da irrigação na agricultura e dos peixes que nela habitam.

Água é saúde, é cultura, é religião, é comida, é bebida e, se quisermos simplificar: água é vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *